Acerca de mim

A minha foto
"Não há nada que não se consiga com força de vontade, com bondade e,sobretudo, com amor". M. Cicero

14 fevereiro, 2012

Máscaras e (re)conhecimento.

Hoje que é dia de São Valentim, apetece-me deixar uma mensagem relacionada com o amor. Num cartoon que a minha amiga C. colocou no facebook aparecem duas pessoas muito pequeninas, que caminham em sentido contrário e segura umas máscaras enormes. Diz a história que ele era azul, ela também, mas como passaram a vida a esconder a sua cor, cruzaram-se sem nunca se terem (re)conhecido. Uma pena... Mas nem sempre é assim!!! Mesmo para quem de vez em quando, coff cofff, usa máscaras, há momentos na vida em que nos cruzamos com alguém a quem basta dirigir um olhar para (re)conhecer o que está para além do visível, do imediato, e encontrar nesse olhar a nossa alma gémea, a pessoa para quem fomos feitos "à medida" e com quem "temos" que partilhar o nosso caminho. Tive a grande sorte de ter reconhecido a minha metade, o meu amor, o meu homem azul no instante em que nos conhecemos. Há já doze anos que os nossos caminhos se cruzaram e parece que foi ontem que uma força sobrenatural me empurrou na sua direcção e me fez sentar ao seu lado, em cima de um muro, com as pernas a baloiçar como uma miúda e sentir, com todo o corpo e alma que esse era o meu sitio. Que estava em casa. Claro que as nossas vidas tiveram que dar muitas e muitas voltas para que finalmente caissem as máscaras e pudessemos estar juntos. Mas valeu a pena a espera. Porque acredito que as coisas acontecem por alguma razão e que foi essa "espera" que nos permite estar hoje onde queremos estar. Juntos. Felizes. Enamorados. Com borboletas a voar no estômago. Como no primeiro dia... Em cima de um muro, a olhar-nos e a reconhecer-nos. Feliz dia de São Valentim. M.

3 comentários:

Anónimo disse...

O Amor... o Amor....
Com máscara.. sem máscara..
Azul... verde
Nacional... estrangeiro
Mas quando nos cruzamos com ele...
Assume as mais diferentes formas, expressões, sentimentos...
É intemporal, eterno, nómada, errante
Enche-nos de luz, de emoção, de arrebatamento, de sedução, de amizade, de partilha, de sonho...
Transporta-nos para um outro mundo..
Onde tudo, mas tudo pode acontecer...
Pat

Ana Valente disse...

Bem... eu sei que não devia estar aqui no meio de todo este azul... mas não posso deixar de dizer o quanto me emocionou esta linda declaração de amor :-)

Um brinde à eternidade das borboletas!

Marta Anico disse...

como nao devias estar?!!! aqui aceitam-se amores e amizades de todas as cores, como num anúncio da bennetton:) os azuis precisamos da companhia e riqueza dos verdes, dos vermelhos, amarelos, até dos roxos e dos castanhos para saber que somos azuis, para descobrir outras tonalidades e perceber como o conjunto é mais bonito e enriquecedor que a suma das unidades. Viva as cores, o amor e a amizade!!! Por falar nisso, hoje sonhei que íamos de férias para o Uruguay?!!! vou ter que investigar o significado oculto deste sonho...